ThetaHealing: o que é, para que serve e quais seus benefícios | Zurc Store

ThetaHealing: o que é, para que serve e quais seus benefícios

Publicado: 04/09/2020

O ThetaHealing é um conjunto técnicas de cura energética, quântica e espiritual que permite a identificação e transformação de crenças e padrões limitantes através de uma onda cerebral de profundo relaxamento, a chamada  ThetaHealing.


Nesse tipo de terapia, trabalha-se os bloqueios que dificultam a vida nos mais variados aspectos, como no amor, na saúde, nas finanças ou no trabalho. Muitas vezes eles estão armazenados no subconsciente e por isso o praticante dessa técnica deve ser capaz de acessá-los para permitir que sejam trabalhados de forma eficaz. 


Para ficar mais claro pense naquele seu sonho que sempre parece distante demais para ser realizado, aquele cujo percurso até ele parece estar cheio demais de obstáculos e o caminho certo parece obstruído. Pense também naqueles sentimentos de incerteza, remorso ou ressentimento que continuam surgindo, mesmo que você não saiba exatamente o porquê deles. É nesses quadros que o ThetaHealing atua, curando feridas profundas e modificando comportamentos incapacitantes, permitindo a retomada plena da essência do ser humano.

Os pilares do ThetaHealing

Essa terapia foi criada por Vianna Stibal,em 1995, durante uma viagem pessoal voltada para a saúde. Ela se consiste em um método de treinamento para a mente, corpo e espírito, preparando suas capacidades intuitivas para serem utilizadas com o objetivo de trazer bem-estar. 


O ThetaHealing foi introduzido no Brasil há aproximadamente oito anos e não tem ligações com doutrinas religiosas, apenas a crença na energia quântica e na força da energia da fonte criadora, bem como na sua capacidade de mudança. Para isso ela se apoia em três principais pilares: 


  1. Primeiro Pilar: a onda cerebral Theta. 


Trata-se de uma onda de maior relaxamento,de 4 a 7 Hz, que facilita o acesso ao subconsciente. Ela atua na parte de memórias e sensações, que geralmente é acessada ao acordar ou no momento prestes a dormir, e possibilita a alteração de padrões já armazenados, resultando em mudanças positivas em diversas áreas. 


  1. Segundo Pilar: voz do comando.


A partir da identificação do pensamento limitador é feita a substituição ou reprogramação desta informação. Essa limitação, conhecida como “crença raiz limitante”, será substituída por uma crença libertária.


  1. Terceiro Pilar: a fonte criadora.


A fonte criadora é que fornece a energia para a mudança. A filosofia espiritual do ThetaHealing permite que seja utilizada a Energia Criadora de Tudo o Que É; da Fonte Universal, a energia da inteligência do Universo, para promover essas mudanças tão importantes. 

Tipos de crenças

A crença pode ser definida como tudo aquilo que você pensa de si, do outro e do mundo ao seu redor. Esses pensamentos são gravados e automatizados no subconsciente, de forma que moldam e criam padrões de comportamento que podem ser bons ou ruins. 


De acordo com a filosofia do ThetaHealing, essas crenças podem ser divididas em: básicas ou primárias, ou seja, aquelas que estão presentes desde o momento de sua concepção e formadas a partir do que foi absorvido durante a vida intra útero; genéticas, sendo aquelas herdadas de seus ancestrais; históricas, advindas de um inconsciente coletivo e presente no sistema de uma grande parte das pessoas; e da alma, sendo elas as crenças que se perpetuam no inconsciente coletivo por milhares de anos e atingem um nível de alma, o nível mais essencial do ser humano.


Fato é que o inconsciente de cada um é uma mistura única de todas essas crenças, até mesmo porque situações comuns afetam os indivíduos de formas diferentes. A maneira como a terapia age em cada um é singular e específica, trabalhando em cada um desses aspectos que necessitam de serem aprimorados, ainda que existam pontos mais comuns entre a maioria das pessoas.


E se você está buscando entender melhor as suas dinâmicas pessoais, identificar padrões negativos e focar no positivo, conte também com a ajuda da Obsidiana, uma pedra que pode auxiliar no seu processo de mudança. Ela pode ser utilizada de diversas formas, como nesse lindo pingente oval.

Padrões negativos mais comuns

  • Problemas de ordem financeira com organização e escassez de dinheiro;

  • Compulsão alimentar;

  • Limitações para manter ou para superar um relacionamento;

  • Sentimentos como medo, ressentimento, remorso e rejeição;

  • Problemas de ansiedade e falta de confiança;

  • Medos em geral; e 

  • Traumas (muitas vezes com origem na infância).

Benefícios do ThetaHealing

  1. Quebra de crenças e padrões limitantes: é comum existirem pensamentos que impedem uma pessoa de aproveitar plenamente o que a vida tem para oferecer ou, ainda mais graves, provocam a autossabotagem e não permitem que as metas e objetivos sejam alcançados. O ThetaHealing atua modificando a forma como o indivíduo encara as situações e acredite no seu potencial e no seu merecimento de ser feliz. Como exemplo, é possível que alguém se sinta sobrecarregado com o fato de ser o responsável pelos cuidados de um parente acamado e acabe desenvolvendo culpa pelos momentos de relaxamento ou diversão que possa ter, sem conseguir se desligar da responsabilidade. É possível modificar esse pensamento para que essa pessoa compreenda que está fazendo tudo que pode e que justamente por isso é uma grande merecedora de bons momentos.


  2. Superação de traumas ou medos: o ThetaHealing atua no subconsciente e por isso pode ajudar a identificar a origem do medo e do trauma, que funciona como um mecanismo de defesa para que determinada situação não se repita. Assim é possível trabalhar os temores e desarmar as defesas desnecessárias, que podem ser a origem de muito sofrimento.


  3. Alinhamento de Chakras: os chakras absorvem as energias do ambiente onde se encontram, além de ter a função de administrar e processar as energias absorvidas. Como as energias do ambiente são desiguais, eles acabam se desalinhando e isso colabora para a perpetuação de comportamentos ou crenças ruins e que muitas vezes passam despercebidos. 


Uma outra forma de alinhar os seus chakras é utilizando pedras e cristais específicos, como os contidos no nosso Kit Energias Chakras. Esse processo pode ser feito por você mesmo, para aprender como é só clicar aqui


  1. Limpeza energética: muitos problemas estão fortemente ligados à espiritualidade. Doenças, dificuldades financeiras, problemas em relacionamentos, dificuldades no trabalho, dentre vários outros, podem estar relacionados às energias negativas que existem em diversos ambientes que compõem o dia a dia. A terapia com o ThetaHealing pode ser uma forma de promover a limpeza do seu campo energético, além de identificar as áreas em que você precisa de mais fortalecimento e proteção.


  2. Manifestação do amor próprio: ao trabalhar as crenças e limitações que impedem que seu amor próprio  floresça, você se permite começar a se amar mais. Esse movimento é muito importante para a sua autoestima e para a sua felicidade, além de ser um enorme facilitador na busca pelo amor de outra pessoa. Afinal,   quanto mais você tiver um relacionamento de profundo amor consigo, mais você emana uma alta vibração, atraindo relacionamentos saudáveis com alguém que é compatível com você. 


    Uma pedra que você pode carregar consigo para estimular o seu amor próprio é a Ametista, que também têm forte poder nas outras formas de amor. Você pode conferir essa pedra aqui

Como fazer uma sessão de ThetaHealing

A sessão é feita com um terapeuta, que deve ser capacitado para realizar o processo. Ela pode ser online ou presencial e a primeira sessão deve ser iniciada com uma conversa, onde busca-se identificar qual é a questão trazida para análise. Nem sempre você terá uma questão específica a ser trabalhada e está entre as competências do terapeuta te ajudar a entender quais são as mudanças mais importantes a serem alcançadas por você naquele momento.


Depois dessa conversa inicial, o profissional entra no estado Theta através de um processo de meditação, se conectando com a Fonte Criadora de Tudo o Que É. Em ressonância com o terapeuta, o cliente também atinge esse estado, permitindo que a terapia seja iniciada. 


A partir desse momento, o terapeuta faz perguntas para estimular que seu subconsciente libere informações guardadas. Com isso ele poderá localizar as crenças limitantes e entender quais são as suas necessidades de substituição.


A energia criadora atua não só fornecendo a energia necessária para o processo, mas também fomenta insights no terapeuta, possibilitando a sua melhor identificação das limitações e do que deve ser substituído, bem como quais sentimentos devem ser colocados ali para que seja construída uma nova realidade para aquela pessoa. 


Dependendo do que é definido como ponto de trabalho para a sessão, diversas técnicas podem ser utilizadas: leituras intuitivas, alinhamento de chakras, limpezas energéticas, dentre várias outras. 

Não há um número fechado de sessões para se obter resultados e isso varia com cada situação. Há casos que envolvem sistemas de crenças mais complexos e que não são resolvidos em apenas um encontro, já outros podem ter resolução mais simples. Apesar disso, algum efeito é costumeiramente sentido já na primeira sessão. 


É importante ressaltar que o cliente é quem dita o ritmo do seu cuidado por meio do ThetaHealing, escolhendo como fazer e qual a frequência das sessões. O importante é se sentir confortável e compreender que esse processo deve te trazer bem estar, permitindo que você aproveite sua vida da maneira mais plena possível. 


Voltar