Incensos: o que são, para que servem e 4 aromas para experimentar | Zurc Store

Incensos: o que são, para que servem e 4 aromas para experimentar

Publicado: 29/09/2020

Descubra mais sobre os incensos, seus benefícios e as melhores formas de uso de cada um deles

Quem nunca acendeu um incenso para aromatizar o ambiente ou para provocar aquela sensação de relaxamento após um dia cheio ou estressante? Pois é, os incensos estão muito presentes no nosso dia a dia desde a antiguidade e acendê-los muitas vezes é um costume cultural que se perpetua ao longo dos anos. 

Nem todo mundo sabe, porém, a origem do incenso e quais são os benefícios trazidos por cada um de seus aromas, principalmente para a saúde mental e espiritual. Para entender melhor sobre as origens e propriedades desse item aromático, é só continuar lendo esse texto preparado especialmente para você.


As origens do incenso

A palavra incenso originou-se do latim, das palavras “incendere” que significa “queimar” ou “incensum” que significa “aquilo que queima”. O seu uso data os primórdios da humanidade, desde a época do Egito Antigo, quando era muito utilizado pelos nossos ancestrais, que jogavam cascas de árvore e madeiras no fogo para liberar seus poderes e suas propriedades. 

Sua composição é basicamente feita por ervas, plantas, madeiras e resinas aromáticas. Quando queimado, ele produz uma fumaça aromática que pode ser mais ou menos intensa de acordo com os seus componentes, que também interferem no tempo de queima de cada bastão. 

O incenso está presente na história de grandes culturas, como a babilônica, a persa e a turca. Esses povos antigos utilizavam o processo de queima para entrar em contato com o divino e com o plano etéreo, já que ele significa a transformação do físico (carvão e ervas) em espiritual (aroma) por meio do fogo, o instrumento dessa mudança. Além disso, eles buscavam também se beneficiar das propriedades curativas e energéticas dos incensos, que podem atuar de forma medicinal em quem entra em contato com os seus aromas.

Fato é que o significado e a forma de utilização do incenso varia muito entre as culturas e religiões, apresentando um simbologia específica e possuindo sempre uma função essencial em seus ritos. O seu uso no catolicismo, por exemplo, é marcado por passagens bíblicas que retratam a fumaça como uma oferenda dos fiéis à Deus, além de ter sido um dos presentes ofertados pelos Reis Magos ao menino Jesus no momento de seu nascimento.

Apesar dessas diferenças, é unânime a ideia de que o incenso pode trazer inúmeros benefícios tanto para o corpo quanto para a mente, sendo uma ótima ferramenta para ser incorporada à nossa rotina.


4 aromas, seus principais benefícios e dicas de como utilizá-los

Cada incenso emana um aroma específico e, apesar de todos serem capazes de proporcionar tranquilidade à mente e limpeza do ambiente, além de  atrair boas energias, o ideal é utilizar um incenso com propriedades que vão de encontro com aquilo que você está buscando. 

Para que você possa decidir qual é o indicado para você, listamos alguns dos principais incensos e suas características, confira:


Canela

A canela é uma especiaria utilizada desde o Egito Antigo como aromatizadora e dentro de terapias. Dentre seus inúmeros benefícios, a prosperidade talvez seja o mais conhecido, já que ela traz boas vibrações que atraem dinheiro e abundância para o corpo físico e espiritual. 

O bem estar também é uma grande propriedade desse incenso, que traz tranquilidade e busca a alegria de viver, estimulando a felicidade e afastando o pessimismo.

Dica de utilização: segure o incenso aceso em sua mão enquanto respira profundamente. Mentalize suas intenções e imagine que a fumaça produzida está desbloqueando os seus caminhos financeiros. Peça também que ela auxilie na mudanças de suas crenças mais íntimas e inseguranças, que te impedem de ter prosperidade. Sinta, então, que essa fumaça está criando um campo de abundância em torno de você, tendo em mente uma vida harmoniosa, plena e rica em tudo aquilo que você precisa para ser genuinamente feliz. Permaneça nesse estado de meditação por alguns minutos e, ao terminar, agradeça pelo processo.


Sândalo

O Sândalo é uma árvore considerada sagrada na Índia, sendo conhecida popularmente como aquela que “purifica o machado que a corta”. E é justamente a energia de gratidão que emana desse incenso,  que auxilia na eliminação do sentimento de rancor e de mágoas passadas. 

Ao estimular o perdão, o sândalo promove a cura de barreiras que nos impedem de viver com mais leveza e vivenciar todas as energias e experiências boas que a vida nos proporciona. 

Dica de utilização: segure o incenso aceso em sua mão enquanto respira e se conecta com a energia dele. De olhos fechados e com bastante concentração, faça uma lista mental das pessoas e das situações que você precisa perdoar. 

Sinta os sentimentos de raiva e rancor desaparecerem lentamente enquanto entoa o mantra Hoʻoponopono, uma prática havaiana antiga que busca a reconciliação e o perdão e que é composta por quatro frases principais:

  1. Sinto muito - você assume a responsabilidade por seus atos;

  2. Me perdoe - você pede perdão para si mesmo e para o divino;

  3. Eu te amo - você se conecta com o amor e permite que ele flua pela sua vida;

  4. Sou grato - você se sente confiante de que a situação será resolvida e sente gratidão por todo o processo.


Palo Santo

O Palo Santo é conhecido como “madeira sagrada” e é um incenso natural utilizado para a limpeza espiritual e aromatização, ajudando a renovar as energias e afastar más vibrações. Suas propriedades também ajudam no controle do estresse e no relaxamento, trazendo paz e harmonia ao ambiente. Sua principal forma de comercialização é em forma de bastão, como esse aqui, que preserva integralmente propriedades da árvore.


Dica de utilização: para utilizar a forma em bastão, basta acender uma das pontas com uma fonte de calor contínua, como uma vela ou chama de fogão por aproximadamente 30 segundos e, logo após, balance a haste levemente, deixando a fumaça fluir enquanto o bastão fica em brasa. Enquanto o aroma do palo santo preenche o ambiente, mentalize suas intenções de limpeza e de purificação e as verbalize enquanto se concentra no processo. Ao final, agradeça. 


Mirra

A mirra é uma resina extraída da árvore Cammiphora, que uma planta nativa da Somália e conhecida por sobreviver em uma região seca e escassa. Por essas propriedades, ela ficou conhecida como símbolo de força e resistência amorosa. O seu uso não para por aí, sendo também muito utilizada na China e na Arábia como remédio natural para feridas e no tratamento de hematomas.

O seu incenso é muito utilizado para estimula a conexão com o divino e consigo mesmo, fortalecendo a verdade e a força interior. Ele também é muito eficaz para afastar o mal e quebrar encantos em rituais de magia, sendo popularmente usado para proteção energética.

Dica de utilização: Com o incenso aceso em suas mãos, concentre-se em toda energia que essa essência transmite. Peça para que essa energia o envolva completamente, trazendo até você a força necessária para não se abalar com os desafios e com as mudanças que estão ocorrendo em sua vida. 

Peça também para ser envolto pela energia do amor, para que você tenha a resiliência necessária para lidar com todos esses acontecimentos da forma mais amorosa possível. Deixe que esses sentimentos de amor e de empoderamento tomem conta de você e não se esqueça de agradecer.


Dicas para potencializar o poder do incenso

O uso dos incensos pode ser combinado com outras práticas, o que permite a potencialização do seus poderes. Um exemplo é a combinação com a cristaloterapia, que utiliza o poder de cristais e pedras para trazer transformações ao corpo físico, mental e espiritual.

Os cristais funcionam como uma espécie de amplificadores de energia, sendo capazes de ampliar e redirecionar nossas próprias forças. Cada um deles possui características específicas, que podem ser combinadas com incensos que possuam propriedades semelhantes para potencializar o seus poderes. 

Para entender melhor sobre a cristaloterapia e sobre o poder de cada cristal, clique aqui. E não deixe também de conhecer os nossos porta incensos de cristais, uma forma prática de unir o poder das pedras ao poder dos incensos, além de proporcionar beleza para o seu ambiente.


Como utilizar os incensos de forma segura

Apesar de seus inúmeros benefícios, é preciso se atentar para algumas regras de uso dos incensos a fim de evitar que haja qualquer prejuízo para a sua saúde ou para a saúde das outras pessoas que compartilham o ambiente com você. São elas:

  1. Procure sempre produtos de boa qualidade e os mais artesanais possíveis. Alguns incensos muito industrializados podem ter em sua composição essências sintéticas feitas de derivados do petróleo, que podem trazer prejuízos à sua saúde.

  2. Faça sempre a queima em um ambiente arejado, com boa circulação de ar. A concentração da fumaça pode provocar tosse, especialmente em pessoas que já possuem algum problema respiratório, como asma ou bronquite. 

  3. Evite sua utilização caso você ou alguém que está no ambiente possua rinite alérgica ou algum tipo de alergia. Isso porque o  aroma é um componente que irrita a mucosa nasal, deixando-a mais sensível, além do efeito da fumaça, que também pode causar irritação.

  4. Evite a utilização próxima a pessoas muito idosas e a bebês. Por possuir alguns componentes que podem ser irritantes, o incenso pode desencadear complicações respiratórias e alérgicas em pessoas já suscetíveis. 

Não se esqueça que os incensos não devem ser utilizados todos os dias pois produzem fumaça, um componente que pode ser agressivo aos pulmões se inalado com frequência. A chave para uma boa utilização é sempre o equilíbrio e o respeito às regras de uso.


Gostou de aprender mais sobre os incensos e como utilizá-los? Então não deixe de conferir as nossas redes sociais. Lá postamos diariamente dicas de itens para deixar o seu dia a dia mais leve e te ajudar a se conectar com a sua espiritualidade, é só seguir @zurc.store!

Voltar